Facebook anuncia primeira leva de redatores para a plataforma Bulletin


No início de junho, o mercado de boletins informativos por assinatura conheceu o Bulletin. A ferramenta de newsletter (ou E-mail Marketing) do Facebook surgiu como principal concorrente da Substack e ganhou destaque pela proposta de curadoria própria. Nesta terça-feira (20), a empresa anunciou a contratação de redatores independentes para integrar sua equipe já famosa.

De início, o Bulletin contou com textos de figuras conhecidas pela mídia. Entre eles, a jornalista esportiva Erin Andrews, o colunista da New Yorker, Malcolm Gladwell, e o estilista Tan France, do reality show Queer Eye. Agora, o Facebook revela a contratação de 31 escritores independentes para compor a sua curadoria informativa.

publicidade

Essa próxima onda de redatores inclui o vencedor do Nobel da Paz Malala Yousafzai, de 24 anos, escrevendo sobre “grandes debates e pequenos momentos”; Maria Celeste, jornalista porto-riquenha que redigirá o primeiro boletim do Bulletin em espanhol; e Nedra Tawwab, uma terapeuta de relacionamentos com milhões de seguidores nas redes sociais.

“Respeitamos o trabalho dos escritores e queremos deixar claro que todos os nossos parceiros terão total independência editorial”, escreveu o Facebook em nota.

No entanto, conforme aponta o TechCrunch, tal independência editorial não significa que o Bulletin permitirá todos os tipos de publicações. A proposta do Facebook de realizar uma curadoria especializada certamente será mantida.

O Bulletin é uma plataforma criada pelo Facebook para manter seus usuários informados. Nele, escritores postam boletins gratuitos e pagos. Créditos: Shutterstock

Mercado de newsletter

O TechCrunch indica que o Facebook não é a única empresa interessada em boletins informativos atualmente. Além da Substack, que está atraindo diversos jornalistas com adiantamentos em dinheiro, outras plataformas como o Twitter também têm demonstrado interesse no ramo.

Em janeiro, o Twitter adquiriu a Revue para investir no mercado de newsletter. Porém, além de algumas atualizações discretas, os desenvolvedores não apresentaram grandes inovações.

Já o Bulletin, hospedado em seu próprio site e não no aplicativo convencional do Facebook, oferece uma variedade de conteúdos informativos gratuitos. Os redatores da plataforma podem também optar por disponibilizar boletins pagos por meio do Facebook Pay.

Os usuários do Bulletin ainda podem obter acesso a grupos exclusivos, salas de áudio ao vivo e podcasts. O próprio site ajuda a direcionar os potenciais assinantes para outros produtos sob sua marca em crescimento.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − quatro =